Vivemos tempos muito difíceis para se encontrar uma igreja que viva e pratique o verdadeiro cristianismo sem as máculas do mundanismo atraente e pseudo-adorativo. Estamos vivendo a manifestação e limpeza do "joio" do meio do trigo (Mt.13:24-30, 1Tm.4:3-4, Mt.24:24). Este blog pretende auxilar as pessoas a encontrarem as "sete mil que ainda não se dobraram a Baal" (1Rs.19:18), em nossa cidade, região, estado, país, continente e pelo mundo. Hoje, muitas igrejas verdadeiramente Batistas estão já aqui indicadas por Estado, mas ainda há muitas outras ainda não arroladas. Por favor, sabendo de alguma, nos avise. O Reino de Deus agradece. pr-jdbm@hotmail.com

Igreja de Batistas Perseverantes

Projeto a ser estudado, apefeiçoado e executado, inicialmente, pelo
CONSELHO DE PASTORES E LÍDERES IBC

Sempre foi assim...
Na história da Igreja de Jesus Cristo,
Os Salvos sempre foram chamados por algum nome que os identificassem na multidão religiosa
de cada época, de cada momento circunstâncial que estivessem vivendo e pagando o preço da fé.

Antigamente foram chamados de Nazarenos, Cristãos, Anabatistas, Protestantes, Evangélicos e outros.
Atualmente são chamados de Tradicionais.

                          
Como sempre, verdadeiro remanescente da sã doutrina, a verdadeira igreja de Jesus Cristo se notabiliza
por ser, incondicionalmente, resumida a três Ps: Pequena, Perseguida e Proclamadora.

PEQUENA... nunca deixará de ser formada por "poucos" (Mt.7:13-14); miraculosamente, ela nunca
deixará de existir, não importa o que estes poucos venham sofrer em sua caminhada pela história.
Nos tempos da poderosa Igreja Católica Romana, estes poucos existiam, estavam espalhados no mundo,
e foram eles que mantiveram a pregação do Verdadeiro Evangelho na face da terra.

PERSEGUIDA... nunca deixará de sofrer as conseqüências pela verdade que conhece, crer e testemunha.
Sempre foi e será perseguida dentro e fora dos que se dizem também igreja. O mundo e suas co-irmãs.
O mundo a persegue por ela ser a luz, por ela viver e pregar contra as trevas, onde o mundo tem prazer.
Os hereges a perseguem pela maneira serena, com bom senso, como se comporta sendo luz para o mundo;
sem extremos, sem fundamentalismos ou liberalismos, sem fanatismos ou mundanismos.

PROCLAMADORA... nunca deixará de ser uma pregadora atuante do Evangelho no mundo pecador.
Sua grande tarefa é espalhar a mensagem salvadora, e para isto rejeita a concentração, o ajuntamento,
a formação de números para uma descabida competição com o crescimento herege por qualquer meio.



Estamos vivendo temos muito difíceis, mas não diferente de muitos outros que a igreja já viveu.
Por exemplo, os BATISTAS, desde algum tempo atrás, têm perdido sua identidade batista.
Entrar e estar numa igreja batista é como estar em outra igreja qualquer, em vários aspectos.
Há uma globalização ecumenística tão grande, que os interesses da NOVA ERA já se podem notar.
As doutrinas, liturgia, práticas liberais ou não, estão tão arraigadas na cultura das igrejas
que não se sabe mais quem é quem, o que cada um faz ou deixa de fazer no emaranhado religioso.

           

Estamos juntando os diferentes, a minoria, a assumir uma identidade em tudo isto
para que todos saibam saber sobre esta diferença, e nos respeitem com estas diferenças.
Não precisaremos, a priori, deixar  as Convenções e Associações que estamos filiados, mas...

PRIMEIRO... é essencial que as igrejas participantes tenham um mínimo de identidade
                          

SEGUNDO... as igrejas participantes devem ter o interesse pelo Evangelho, pela Sã-Doutrina,
o bem e o desenvolvimento das igrejas co-irmãs, seus pastores e suas atuações onde estão plantadas.
Algumas preocupações imediatas a serem, conjuntamente, estudados, planejados e executados:


                               
UM MÍNIMO DE.....
Identidade batista (Doutrina, prática, liturgia, EBD, ET, EM)
Rol de Membros (das igrejas locais, da igreja Municipal, Regional, Estadual, etc.)
Governo (teo-democrático, representantes falam, pastores votam) Estatuto e Regimento Interno
Testemunho social (responsabilidade social)
Sacralidade (no templo, santuário)(casamento, concílios)
Evangelismo (padronização no município e em cada região da igreja) (na região e etc.)
Crescimento (recursos humanos, financeiros, materiais, patrimoniais, etc)
Sustento (ministerial)
Intercâmbio (entre igrejas, pastores, etc)



                             
OBJETIVOS A SEREM BUSCADOS...
Identidade batista respeitada, vivida e identificada por outras igrejas, denominações e sociedade em geral
Maior união e unificação das igrejas batistas na cidade, na região, no estado, etc.
Atuação missionária mais compacta, organizada, com participação de todas as igrejas
Cada igreja recebendo a área ao seu redor para influenciar, evangelizar, marcar território, etc.
Estabelecimento de metas e alvos onde todas se sintam comprometidas, para cada uma, e para todas
Comunhão plena nas atividades, reuniões, cultos, encontros e planejamentos de todas as igrejas
Intercâmbio, em todos os sentidos, mais verdadeiros e eficazes
Um mesmo coração e espírito na convivência durante todo o tempo
Todas envolvidas e interessadas no bem de todas (todas ganham com todas se desenvolvendo)



                       
DECLARAÇÃO TEOLÓGICA DOS BATISTAS PERSISTENTES
O que cremos melhorando a Declaração Doutrinária da CBB,
Com muito do que praticamos sem misticismos, mundanismos,
Com nossa liturgia reverente voltada só à glória de Deus, com momentos de reflexão e apelos aos presentes
Com os princípios batistas
Com nosso governo teo-democrático
Soberania - As igrejas não são soberanas, pois estão sujeitas à Bíblia e às leis
autonomia – todas tomam decisões através de seus pastores (voz e voto), e seus representantes (voz)
patrimônio pertence à igreja que compra, local, municipal, estadual, etc.
Governo das igrejas
Igreja local – o seu Pastor, presidindo sua diretoria e um conselho
Igreja municipal – os pastores da igrejas locais, presididos pelo Pastor Municipal
Igreja regional – os pastores municipais, presididos pelo Pastor Regional
Igreja estadual – os pastores regionais, presididos pelo Pastor Estadual
As igrejas municipais, regionais e etc, podem ser representadas apenas com vozes,
O que Deus espera de um não-salvo, um novo-salvo, um salvo-batizado, um salvo-membro de igreja (pacto)
O que respeitamos mas não concordamos biblicamente (nos diferenciando de outras igrejas, denominações e religiões)


                                

Ministério Pastoral – formação, treino, igreja, sustento, conferências, reuniões, oração, mínimo
Objetivos...
Toda igreja local deve ter um pastor tempo-intergral  
Sustentado por sua igreja, e se for o caso, complementado pela Igreja de Persistente
Acompanhado pela igreja local e principalmente pela Igreja de Batistas Persistentes
Unificar o estudo teológico dos Pastores
Estabelecendo conteúdos mínimos a serem estudados (incluindo a Declaração Teológica)
Cobrando de todos um conteúdo mínimo a ser passado frequentemente para suas igrejas
Promovendo estudos de livros, conferências, simpósios, clínicas, congressos periódicos
Promovendo o nome, a pessoa e o ministério dos pastores na sociedade
Por meios escritos, falados, etc.
Honrar biografia, serviços, importância, etc. nas igrejas e na cidade onde atuou
Estabelecimento de Salário Mínimo Ministerial, 5 salários mínimos, para os pastores
A Participação Cooperativa complementa o que a igreja local oferece ao máximo
(um mínimo de atuação, o pastor ajudado deverá estar fazendo no seu ministério)
(60% do orçamento da igreja local deverá ser para o SMM salário mínimo ministerial)
Conselho Municipal de Pastores Batistas (Regional, Estadual, Nacional)
Responsável por administrar as igrejas municipais, regionais, estaduais e nacional
Responsável por assessorar igrejas locais em relação aos seus pastorados
Orientando, aprovando, acolhendo na escolha,
Acompanhando, exortando, ajudando, qualificando, apoiando os pastores
Julgando, suspendendo, transferindo, exonerando,

              
Trabalho Missionário.... unificação para igrejas locais, municipais, regionais e etc.
Pelas igrejas locais... IGREJA MUNICIPAL
Pastoreada alternada-periodicamente por Pastores Locais
Unificação de projetos por todas as igrejas locais
Cada igreja tendo a responsabilidade de influenciar e evangelizar o território a ela estabelecido
Todas usando Grupos Pequenos também com territórios de ação dentro do espaço de sua igreja local
Utilizando cartazes, banners, folhetos, som volante
Pelas igrejas municipais... IGREJA MUNICIPAL
Pastoreada alternada-periodicamente por Pastores Locais
Unificação de projetos para todas as igrejas municipais em seus territórios estabelecidos
Intercâmbio entre as igrejas locais, para comunhão, evangelismo e atuação social
Pelas igrejas regionais e estaduais... IGREJA REGIONAL e IGREJA ESTADUTAL, NACIONAL
Pastoreada alternada-periodicamente pelo último ex-Pastor de cada Igreja Municipal, Estadual, etc.
Unificação de projetos para todas as igrejas regionais e estaduaisem seus territórios estabelecidos
As igrejas regionais terão metas para divulgações por rádio e tvs regionais
As igrejas estaduais terão metas para divulgações por rádios e tvs estaduais
A igreja nacional terá metas para divulgação por rádios e tvs nacionais





Email ao Fórum OGRENBOL